Intoxicação Alimentar

17 Agosto, 2012

Ola amigas (os) hoje vou vos falar sobre intoxicação alimentar. Uma intoxicação alimentar ou gastroenterite é o resultado de uma reação á comida ou á agua contaminada durante a preparação, manipulação ou armazenamento dos alimentos. Os contaminantes mais comuns são as bactérias, como por exemplo, Salmonela, Clostridium ou E.coli entre outros e também existem outros contaminantes: vírus, vermes ou toxinas.

Os sintomas de intoxicação alimentar são diversos: dor abdominal e cólicas, náuseas, vómitos, diarreia e fraqueza geral. Uma intoxicação alimentar embora comum pode ser facilmente prevenida, para tal basta ter cuidados como por exemplo, respeitar as normas de higiene ao se manusear qualquer alimento ou utensílios de cozinha.

Hoje vou vos referir duas intoxicações muito comuns nesta altura do ano: intoxicação por salmonela e por E.coli.

Intoxicação por salmonela: Este tipo de intoxicação é transmitido ao homem por ingestão de alimentos contaminados por fezes de animais. Os alimentos contaminados apresentam cor e cheiro normais e a sua maioria é de origem animal, tal como: carne de gado, galinha, ovos e leite. Os vegetais podem também ser contaminados quando utilizado adubos de origem animal.

A manipulação de alimentos, por pessoas contaminadas que não lavam as mãos também causam contaminação.

Como se pode prevenir a contaminação:

·         Sendo os alimentos de origem animal uma das principais fontes de contaminação por salmonela (ovos, carne e galinha), estes não devem ser ingeridos crus, mal-passados ou completamente não cozidos. (A cozedura dos alimentos mata a salmonela)

·         Atenção especial deve ser dada aos ovos crus que aparecem sem ser percebidos em um grande número de pratos, como por exemplo: maionese caseira, molho holandês, etc.

·         Carnes em geral, incluindo hambúrgueres e frango, devem ser bem cozidas (não devem estar avermelhadas no centro). Leite não pasteurizado deve ser evitado.

·         Todos os produtos devem ser bem lavados antes de sua preparação e consumo.

·         Contaminação entre alimentos deve ser evitada: carnes cruas devem ficar separadas de alimentos que estão sendo preparados, de alimentos já cozidos e de alimentos prontos para serem servidos.

·         Todos os utensílios de cozinha (tábuas, facas, etc.) devem sempre ser lavados após sua utilização em alimentos crus.

Contaminação por E. coli: A bactéria E. coli vive nos intestinos de animais ruminantes. A principal fonte de contaminação humana é o gado, porcos e pássaros.

Exposições á bactéria que resulta em doença incluem consumo de comida contaminada, leite não pausterizado, água não desinfetada, contato com gado ou contato com fezes de pessoas infectadas.

Como se pode prevenir a contaminação:

·         Lavar as mãos cuidadosamente depois de usar o WC, trocar fraldas, e antes/depois de preparar os alimentos.

·         Lavar as mãos depois de contato com animais.

·         Evitar laticínios não pasteurizados.

·         Evitar engolir água ao nadar em lagos, represas e piscinas.

Espero que este artigo tenha sido de grande utilidade e que a partir de agora tenham mais atenção ao manusear e ao conservar os alimentos.

You Might Also Like

Sem Comentários

Deixar comentário