Fome Emocional vs Fome Fisiológica

24 Setembro, 2014
Olá amigas (os) tudo bem? Como vos corre o mês de Setembro? Por estes lados tem sido um mês com emoções fortes e muitas oportunidades de fazer coisas diferentes e melhorar os meus trabalhos. Hoje quero partilhar com vocês mais uma dica importante que leva muita gente a engordar e definitivamente tem de ser controlada: Fome Emocional vs Fome Fisiológica. O que são e em que consiste, e principalmente como afetam a nossa vida?
A fome fisiológica tem a ver com a fome que o nosso corpo sente após um determinado período de tempo sem nos alimentarmos, isto porque o nosso organismo precisa de energia para realizar as suas funções biológicas e motoras.
A fome emocional, parte da parte psicológica, neste caso os alimentos são usados para satisfazer uma necessidade emocional mais profunda. Para a maioria das pessoas: sentimentos de tristeza, saudade, carência afetiva e ansiedade podem ser amenizadas com alimentos que simbolizem algum tipo de prazer, conforto, alento ou recompensa. Uma espécie de mimo que a pessoa se oferece para compensar um sentimento desagradável. Quem nunca sentiu esta necessidade de algo doce, principalmente na fase menstrual?
Este tipo de fome nos faz comer a mais, apesar de já estarmos satisfeitos e por vezes mesmo passando mal, e nos faz ganhar peso a mais. E ai, começa todo um filme que por vezes é difícil de controlar.
Para emagrecermos é fundamental sabermos reconhecer o tipo de fome que sentimos: emocional ou fisiológica, e aprender a comer para alimentar o nosso corpo e não a nossa mente. Devemos nos questionar cada vez que temos fome: Estou com que tipo de fome?

Parece uma pergunta simples mas, para quem sofre de compulsão alimentar não é assim tão fácil. Em certos casos, é necessário recorrer a ajuda psicológica para se perceber o porquê de se alimentar deste modo e se corrigir posteriormente.
Sem dúvida, a fome emocional é uma das causas que leva ao aumento de peso e não é fácil de controlar mas ainda assim é possível. Para isso basta parar e nos analisarmos o porquê de comermos desta forma e apôs a reflexão fazer algo acerca disso, mesmo que para isso seja necessário ajuda psicológica.
A mudança que pretendemos (emagrecer e atingir o peso ideal) começa na nossa mente, pense nisso! Deixo-vos algumas características destes tipos de fome, de forma a poder se avaliar.

Bisous

You Might Also Like

Sem Comentários

Deixar comentário